Posts com Tag ‘Inverno’

Decote fenda, vermelho e preto, lace-up boots continuam em alta. Vamos agora conferir as novidades da semana de moda de Paris, algumas que vcs já devem ter conferido por aí pela blogosfera, outras não:

1. Manga Casulo

Li na Glorinha Kalil que esse tipo de manga chama casulo. Está super em alta. E amor próprio deve estar super em baixa.

2. Faixa lateral

Na calça, na saia, na blusa, no vestido.

3. Bolsa bola

4. “Nova forma” de carregar a bolsa

Inconsciente coletivo who? Não sei vocês, mas acho que isso tá mais para consciente [comercialmente] estratégico.

5. Calça Branca

6. Python

Ano vai, ano vem, e a estampa de cobrinha continua tentando dar o bote na de oncinha.

7. Azul e preto

Teve vermelho e preto também, mas o azul e preto ganha destaque nessa fashion week. Bem inverno.

Tá aí uma tendencinha mastigada. Todos os blogs já mostraram, Guilhermina Guinle usou em Tititi, e o inverno no Brasil já está acabando e tentando se adaptar às tendências do inverno europeu que ainda nem chegou. A jaqueta aviador é o must have, mas junto com ela vem outros apetrechos da aviação, bem como o óculos aviador clássico que só fica ainda mais em evidência.

Mas o mais interessante mesmo é notar que, com a nossa pilota sobrevoando nas alturas, todas as rotas do escapismo fashion foram traçadas: no céu, no mar, na terra… canta Brasil! ;o)

E olha só as botinhas aviadoras que sucesso:

Semana de moda de alta-costura em Paris é sempre regada de muito glamour, e esta não foi diferente. Não à toa, costumo classificar as tendências dessa fashion week como tendências de festona, já que não dá pra desperdiçar tanto luxo nos Sertanejos de quinta-feira. Essas tendências de festona para o inverno 2010 (deles!) ditadas pelas passarelas parisienses certamente embarcarão aqui no nosso inverno 2011, ou serão antecipadas para o verão com boas adaptações, como temos visto com freqüência, já que a globalização da moda + velocidade da internet (e blogs com especial contribuição) têm acelerado os must-haves all around the world, pouco importando se é verão, inverno, ou outra estação indefinida da vida (Salvador, é claro).

Tem uma festona pra ir? Então já fica ligada nas tendências pra se atualizar:

1. Tailleur

Não é de hoje que o tailleur aparece na alta costura, principalmente na Chanel (vide a última coleção de primavera onde a aposta foi no tailleur com bermudinha). Mas desta vez, além da própria Chanel encabeçar a lista, outros estilistas embarcaram na confecção deste conjuntinho sempre elegante, muitas vezes na tentativa de deixá-lo mais atualizado ou ainda mais elegante (como no modelo do Elie Saab), seja utilizando um novo tipo de material que não o clássico tweed (Gaultier apostou no couro), seja reinventando o casaquinho com o uso de uma gola capuz (Armani), ou até mesmo adaptando-o na tendência cropped (como foi visto em alguns looks da Chanel). Acho chic.

 

2. Renda Chantilly

É uma renda muito nobre, bordada sobre o tule. O caimento fica belíssimo, digno de alta-costura.

 

3. Degradê

O degradê é uma tendência que vem ganhando força, e com a exposição na Haute Couture de Paris vai se espalhar para o mundo. Anota aí.

 

4. Macro-detalhes nos ombros

São “detalhes” que dão o charme aos vestidóns. E já que os ombros têm sido o foco da moda (ombreiras, ombros estruturados e decorados etc.), a reinvenção veio em forma de aplique para valorizar a região.

 

5. Barroco Urbano

Aposta da WGSN como tendência de moda, o Barroco Urbano que brilhou na última coleção desenhada por McQueen, ganhou ainda mais força nesta semana de moda de Paris. Ares de tapeçaria, decoração e império reinam soberanos.

Elie Saab, Chanel, Givenchy

 
– Paleta de Cores

Tons Neutros

 

Metálicos

 
Vermelho

Imagens e referências:

Como já foi observado aqui no blog, o selvagem, a guerrilha, o drama, o heavy metal estão sempre inspirando ou servindo de contraponto às tendências que vêm surgindo. Mesmo referências que, a princípio, são associadas a romantismo e delicadeza (tule!) não conseguem quebrar de todo essa tendência animalesca.

Tanto nas roupas, quanto na maquiagem, tudo o que remete a esse espírito de estou-pronta-pra-batalha tem sobressaído com certa razoabilidade nos caminhos da moda.

Roupas rasgadas, militarismo, cabelo bagunçado, maquiagem borrada (e olho esfumado, gloss escuro, efeito molhado, dormi-de-maquiagem e derivados), batom dark (preto e até os tons de vermelho que estão muito mais fechados para o vinho), underground, spikes, mistura de animal print num mesmo look (onça, leopardo, zebra e até girafa – sempre os não domesticados!), sapatos pesados, muita plataforma, jeans + jeans (ô look carregado), e muito mais!

Quer romance? Vá ler um livro, e de preferência com seus óculos super nerd, bem intelectualóides e bem marcantes, pra enxergar melhor, pra pensar melhor. Até para as noivas os detalhes em preto contrastam no vestido de princesa.

O nude virou camelo – é preciso se expressar, não há mais espaço para passar desapercebida. Se antes a moda queria esconder, para outros valores sobressaírem, agora é hora de colocar uma armadura e sair à luta, aparecer, mostrar ao mundo a que se veio. Daí que, até no universo dos neutros, é preciso ter uma cor mais expressiva. (E não poderia haver nome melhor do que camelo – o selvagem dos neutros!)

Até o inverno, todo esse drama tem predominado, ainda que subliminarmente, no mundo da moda. Vamos aguardar as tendências de verão para ver se esse vai ser ou não um perfil de todo o ano, em que a gente sente necessidade de dar a cara a tapa e ir à luta, sobreviver a traumas políticos, sociais e ecológicos sem tempo para consertar o delineador, se equilibrar na instabilidade das bolsas e do mercado de capitais (calma, Grécia!), e continuar correndo para superar tudo, virando noite, se esforçando para segurar as pontas para que, até o final do ano, tudo corra bem.

Será?

E que venham as tendências do Fashion Rio e do São Paulo Fashion Week, edição de verão!

1.  Vermelho aberto (Cadê o turquesa?! [2])

2. Renda

3. Meias 3/4 e 5/8

O SPFW trouxe muitas opções de meias para fugir do clichê meia opaca preta/cinza do inverno. A novidade é a meia 3/4 e a 5/8, que estão em torno da altura do joelho (pra menos ou pra mais).

4. Meia Arrastão

5. Meias Decoradas (tendência também no Fashion Rio)

As meias desenhadas ainda não chegaram por aqui, e parece que vão demorar.  Enquanto isso, as brasileiras mais ousadas podem arriscar bordados, estampas, linhas nas suas meias de inverno.

6. Mistura de texturas

7. Sapatos pesados

Diferentemente do Fashion Rio, Ankle Boots curtinhas passaram longe desses sapatos de peso que o SPFW mostrou. Botas de vinil, galochas, amarrações, meia-pata, plataformas.. só não vale ficar na dobradinha botona + calça jeans!

8. Mangas volumosas

9. Ombros marcados

Para amenizar os ombros pontudos e espalhafatosos que há algumas temporadas vêm colocando as manguinhas de fora (!): ombros decorados, bordados, com uma boa adaptabilidade brasileira. Vai ser febre!

10. MUITO brilho (também com aposta no Lurex, como no Fashion Rio)

A gente já sabe que 2010 vai ser o ano-balada!

11. Python (em especial o python metalizado)

Ou Bichismo! Como chamariam os Lilian Paccers, já incluindo também nessa tendência as estampas de bicho muito vistas no desfile da Neon.

12. Cinto médio

Se é para continuar acinturando, uma alternativa para os cintos fininhos da última temporada.

13. Babado (também no Fashion Rio)

Especialmente nas saias. As meninas do Chic já apontaram: “Babado é o novo balonê!”

14. Assimetria

15. Tricô

16. Luvas

17. Fetichismo

Uh-lalá!

18. Fluffy, peles sintéticas, plumas (também no Fashion Rio)

Ampliando a tendencinha Fluffy do Fashion Rio para todos os tipos de fofuras! Porque se a sensação térmica de calor agora nesse verão já deu 50ºC no RJ, vamos nos preparando para esse invernão-mudança-climática que está por vir!

19. Franjas

20. Máxi-cachecóis

21. Militarismo (também no Fashion Rio)

Seja no design, seja no verde militar, mais uma armadura para encarar o inverno frio e calculista.

22. Hot-pants

Vulgo shortinhos Lady Gaga.

23. Recortes

Recortes prontos ou provocados por zíperes.

24. Não-transparência

25. Zíper aparente

Referências e Imagens:

Chic, iG Moda, Oficina de Estilo, Petiscos, Lilian Pacce