Posts com Tag ‘Herve Leger’

Tendências de New York em tempo recorde! ;P

1. Preto festão!

Not the new black – the old black! Depois de algumas temporadas com vestidões de festa em tons pastéis, nude, verde militar, o preto volta a brilhar na noite. É cíclico, vão 2 temporadas, volta o preto, vão 3, volta o preto, e por aí vai.. Mas nada de pretinho boring básico. É preto pra vestidão de festona! Old, but good.

2. Decote fenda

Bem no estilo “Clark Kent transformando-se em Superman”. 😛

3. Alcinha dupla

Uma alcinha caída, outra no lugar, mantendo o ombrinho em evidência. Seja nas ombreironas estruturadas, seja no estilo “cigana” deixando os ombros nus em contraste com as mangas cheias, temporada vai, temporada vem, e os ombrinhos continuam no foco.

4. Capuz

Me responda você, cara leitora, se quando chove e você está com uma indumentária fashionista de capuz, vc coloca o capuz na cabeça ou esquece que ele existe? Ah não, vc sempre se lembra dele quando tem que dirigir e alguma coisa muito grave entre você e o banco do carro perturba a sua concentração.

5. Gola Capuz

Se atrás o capuz incomoda, no decote traz até graça! Esse drapeadinho que forma a gola capuz é cheio de charme e está ganhando força em todas as semanas de moda worldwide.

6. Paraquedismo

Lembram da brincadeira de que o macacão do fashion rio tava mais pra “jumpsuit porque dava a sensação de roupa pra saltar de paraquedas? E de repente bate uma onda paraquedista por aqui.. não sei se são coletes (?), cintos (?), mas toda essa parafernália compondo a roupa remete à idéia de cinto de paraquedista, não? Ou então de alpinista, daqueles que permitem amarrar a corda de segurança!

7. Detalhe em preto

Da New York Bridal Fashion Show pro mundo! Os detalhes em preto nos vestidos de noiva ganharam adaptabilidade para os demais vestidos, sendo o contraste detalhe-preto & branco ainda o mais celebrado. Mas as fitinhas pretas amarradas com um lacinho também complementam a tendência.

Cintinho preto de lacinho

8. Meia-calça branca

Tão girlie

9. Touca

Vai usar?

10. Drapeado lateral

NYFW inverno 2010 apostou muito nos drapeados. Pra variar, a aposta é transportá-los para a lateral do vestido. Love it!

11. Rubro-negro

Depois da contratação de Ronaldinho Gaúcho pelo Flamengo, a coisa degringolou de vez.

12. Dourado

Gold is not the new red. O vermelhão, principalmente monocromático, continua em alta. E o douradão já é moda desde a NYFW inverno 2010. Mas agora ele está cada vez mais forte, e como esse blog é chegado num paetê dourado, não pude deixar de chamar atenção para o fato de que o logo do blog continua muito atual! ;P

13. Roxo

Roxo, lilás, grená, sei lá. As variações dessa cor estão em alta para o inverno 2011/2012 segundo as passarelas nova iorquinas.

Imagens: Fashionising, Elle.
Montagens: Caçadora de Tendências
Anúncios

Quando pensamos em tendências de moda dá para pensar também em tendências para perfumes? Por exemplo, uma tendência militar, pesada, de inverno, poderia ensejar tipos de perfumes com uma composição muito maior de óleos essenciais, da espécie Eau de PARFUM, ou uma tendência navy, bem verão, ensejaria perfumes cítricos, refrescantes, da espécie Eau de TOILETTE ou Eau de Cologne. Será que isso ocorre?

Sim, é mais ou menos por aí! As tendências de moda são, em sua grande parte, reflexo da sociedade em que vivemos – do comportamento, dos fatos, da história, dos desejos e das perspectivas futuras. Isso reflete nas roupas, nos acessórios, nas cores, criando todo um contexto que também vai interferir nas fragrâncias, nas suas embalagens, e no seu conceito.

Querem alguns exemplos?

Nos anos 80, onde tudo era exagerado, a perfumaria também ficou exagerada, com “o nascimento das fragrâncias lineares de efeito instantâneo, irradiador e constante. Na mesma época surgiu Paris de YSL, um perfume Godzila com notas de pétalas de rosa, flor de laranjeira, mimosa, acássia, bergamota, jacinto, violetas, jasmim, orris, ylang ylang, lírio do vale entre outras. Um floral extremamente intenso e exagerado” – é o que ensina o artigo da Simone Shitrit, especialista em fragrâncias e consultora olfativa.

Nos tempos atuais, por exemplo, estamos vivendo uma moda que resgata muitas décadas do passado, anos 40, 50, 60… Segundo alguns especialistas, esse resgate do passado reflete a necessidade de se buscar segurança e conforto num período de economia instável. Conservadorismo também é palavra-chave (lembram da relação do uso das saias longas – mais conservadoras – com períodos de crise?). Os perfumes tendem a acompanhar esse ritmo. Em outro artigo, a Simone Shitrit revela que “esses sentimentos serão traduzidos pela volta ao passado e procura por florais – notas de rosas e violetas que tanto agradavam nossas mães e avós”. Ou seja, perfumes mais conservadores! Não é hora de investir numa extravagância! Juntando com o minimalismo dos anos 90 que está voltando a ser tendência, tudo se encaixa!

E até o nude entra na onda! “Assim como a tendência nude tomou conta da estação, o branco tomará conta dos perfumes. Veremos White musc (almíscares brancos), White cashmere (cashemira branca) e White Suede (camurça branca) entre outras”.

Sobre as perspectivas futuras, a tendência atual para perfumes também tem traduzido a procura por um futuro mais excitante e misterioso: “Procuraremos mais cores, novas experiências e mais alegria. Notas cítricas leves, amadeiradas mornas e notas ligadas à terra serão um fator comum nos perfumes deste ano. Isto é o que prevê Mary Ellen Lapzsanky, a presidente da Fragrance Foundation”.

Paula, alquimista da Avon, no Espaço Sensações

Essa semana visitei o Espaço Sensações da AVON, que está no 2º piso do Shopping Iguatemi – Salvador, e pude conversar com a Paula, alquimista do grupo, sobre o assunto. Ela acrescentou a existência de uma tendência de parcerias entre perfumaria e fashionistas (Herve Leger Femme, U by Ungaro, Lacroix Absynthe) ou pessoas famosas de grande destaque e influência (como a Fergie, do Blackeyed Peas e o seu perfume Outspoken, e a Reese Witherspoon e o In Bloom). Seria uma releitura do conceito de “fragrâncias de nicho”, onde marcas e celebridades lançam perfumes alternativos com certa liberdade para imprimir seus gostos e preferências por notas que definirão o aroma do perfume.

Fergie e o seu perfume: criação alinhada às suas preferências

Outro ponto que se busca ao criar um perfume é o conceito  de homem ou mulher contemporâneos que pode ser traduzido em óleos essenciais. É o que acontece, por exemplo, com o perfume Ironman, da Avon, como explica a Paula, que traduz o perfil do atleta, moderno, que sai da ginástica, toma um bom banho e quer sentir o frescor do dia na sua pele! Para isso, acordes frescos, colônias mais leves, que conversam com o agito do corpo, acalmando-o e trazendo uma sensação de energia e liberdade para o seu dia.

O conceito de atleta contemporâneo que inspira o Ironman

Tantas “notas” e “acordes” aromáticos dialogando harmonicamente com o nosso ritmo de vida (tendências) só podem resultar numa bela melodia.