Posts com Tag ‘Cores neutras’

Com o retorno à moda de referências marcantes das décadas passadas, outros fatores (e acessórios) acabam acompanhando essa euforia e passam a ser relembrados (vintage) ou ganham um design repaginado-porém-fiel-às-origens para embarcar nesse contexto. E assim está acontecendo com as malas de viagem – acessórios dignos de um bom investimento! De uns tempos para cá, elas têm aparecido em muitos editoriais de moda, e no estilo mais vintage possível: retangulares, duronas, sem rodinhas, praticamente uma mala-sem-alça!

É claro que essa nova onda mala-baú não pretende anular as outras tendências de funcionalidade e praticidade de bagagens: 4 ou mais rodinhas (de boa durabilidade), puxadores retráteis, compartimentos, leveza, cores neutras, todos elementos facilitadores da vida do jet setter.

Então, pensando por esse lado, há também uma tendência de adaptação para essas malas vintage fashionistas: o material das malas duras de hoje (hardsided luggage) já está sendo feito com uma mistura de policarbonato e plástico ABS (PC-ABS) – que é tão forte quanto o policarbonato, mantendo-se flexível com o material ABS – palavras do John Ebb, CEO do Suitcase.com. Em outras palavras: nada impede que a “nova” mala adote esse material para se adequar na leveza, durabilidade e flexibilidade.

Já existem, inclusive, muitos alguns modelos disponíveis no mercado que incorporam esse espírito vintage. Tem a famosa hardsided luggage da Louis Vouitton, tem os modelos da Hartmann, e tem as mais moderninhas classic flights da Rimowa (incluindo rodinhas, puxador e compartimentos). Pra fazer muito charme entre o aeroporto e o lobby do hotel.

Anúncios

Junto com a tendência Navy, vem a tendência mochileira. “Buscar novos portos” aqui é traduzido para “conseguir carona”. Sair estrada a fora, sem rumo, sem rota, adaptando-se às intempéries, em busca de um lugar (mais uma vez, espera-se) melhor.

A andarilha não tem carro, não tem barco, e vai a pé – e conta com a solidariedade local. Para isso, precisa portar-se do mínimo indispensável na sua mochila, sapatos pesados que lhe permitam caminhar por horas e, apesar de roupas curtas/decotadas que lhe possibilitam respirar sob o sol a pino,  jaquetas e/ou mantas para eventuais rajadas de ar frio (ou de areia) caem muito bem.

Quer incorporar a tendência? Eis algumas das peças que compõem o figurino da andarilha:

– Mochila

– Shorts

– Calças leves

– Sobreposições de peças leves (em especial de leves com pesados – jaqueta sobre top –  ou leves com leves – colete sobre blusinha decotada; quer usar saia? Aposte na tendência “vestidinho sobre bermuda ciclista” para poder caminhar mais à vontade..!)

– Sapato pesado

– Manta/ lenço/ jaqueta

– Cores / estampas neutras

Caminhando contra o vento…